Quinta-feira, agosto 11, 2022
Guia de viagem do Paraguai - Travel S Helper

Paraguai

Ler a seguir

Paraguai, formalmente a República do Paraguai (espanhol: Repblica del Paraguai; Guarani: Tet Paraguái), é uma nação sem litoral na América do Sul central. É limitado a sul e sudoeste pela Argentina, a leste e nordeste pelo Brasil e a noroeste pela Bolívia. O Paraguai está localizado em ambos os lados do rio Paraguai, que flui de norte a sul em todo o país. Devido à sua posição central na América do Sul, às vezes é chamado de Coração Sul-Americano (“Coração da América do Sul”). O Paraguai é uma das duas nações sem litoral fora da Afro-Eurásia (a outra é a Bolívia). O Paraguai é a menor nação sem litoral das Américas.

Os indígenas Guaran habitaram o Paraguai por pelo menos um milênio antes da conquista espanhola no século XVI. O cristianismo e a cultura espanhola foram trazidos para a área através de imigrantes espanhóis e missões jesuítas. O Paraguai era um território do Império Espanhol por fora, com poucos centros metropolitanos e habitantes. Após sua independência da Espanha em 16, o Paraguai foi governado por uma sucessão de ditadores que buscaram principalmente políticas isolacionistas e protecionistas.

Após o catastrófico conflito paraguaio (1864-1870), a nação perdeu entre 60% e 70% de seu povo para guerras e doenças, bem como cerca de 140,000 quilômetros quadrados (54,054 milhas quadradas), ou quase um quarto de suas terras, para Argentina e Brasil.

Ao longo do século XX, o Paraguai sofreu uma série de regimes autoritários, culminando na ditadura militar de Alfredo Stroessner de 1954-1989. Ele foi deposto em um golpe militar interno e, pela primeira vez em 1993, eleições multipartidárias abertas foram organizadas e realizadas. Um ano depois, o Paraguai co-fundou o Mercosul com Argentina, Brasil e Uruguai.

A partir de 2009, a população do Paraguai foi projetada em cerca de 6.5 milhões, com a maioria residindo na região sudeste do país. Assunção, a capital e maior cidade, abriga quase um terço da população do Paraguai. Em contraste com a maioria dos países latino-americanos, a língua e cultura indígena do Paraguai, o Guaran, continua a ser muito proeminente. Os moradores se identificam principalmente como mestiços em cada censo, indicando anos de casamento entre os vários grupos étnicos. O guaraná, juntamente com o espanhol, é reconhecido como língua oficial do país, e ambos são amplamente falados.

Geografia

Com uma área total de 406,752 km², o Paraguai é dividido pelo rio Paraguai em duas regiões naturais bem diferenciadas: a região oriental ou oriental e a região ocidental ou do Chaco, cada uma com sua fauna, flora e características especiais.

Embora o Paraguai seja um país sem litoral, é irrigado por numerosos rios, córregos e lagos, todos eles fazem parte da bacia do Rio da Prata. Os dois rios mais importantes são o Rio Paraguai, que divide o país em dois, e o Rio Paraná, que faz fronteira com o estado do Paraná no Brasil e as províncias de Corrientes e Misiones na Argentina.

No geral, o Paraguai é um país bastante plano; enquanto seus vizinhos ocidentais, Argentina e Bolívia, têm montanhas acima de 6,000 metros, o ponto mais alto do Paraguai é o Cerro Tres Kandú, com 842 metros.

Demográficos

A população do Paraguai está distribuída de forma desigual pelo país, com a grande maioria da população vivendo na região leste, perto da capital e maior cidade, Assunção, que representa 10% da população do país. Menos de 2% da população vive na região do Gran Chaco, que inclui os departamentos de Alto Paraguai, Boquerón e Presidente Hayes e representa cerca de 60% do território. Cerca de 56% dos paraguaios vivem em áreas urbanas, tornando o Paraguai um dos países menos urbanizados da América do Sul.

Durante a maior parte de sua história, o Paraguai recebeu imigrantes devido à sua baixa densidade populacional, principalmente após o colapso demográfico resultante da Guerra do Paraguai. Pequenos grupos de pessoas de origem italiana, alemã, russa, japonesa, coreana, chinesa, árabe, ucraniana, polonesa, judia, brasileira e argentina também se estabeleceram no Paraguai. Muitas dessas comunidades mantiveram sua língua e cultura, especialmente os brasileiros, que são o maior e mais proeminente grupo de imigrantes, com cerca de 400,000. Muitos paraguaios brasileiros são de origem alemã, italiana e polonesa. Há uma estimativa de 63,000 afro-paraguaios, representando 1% da população.

Não há dados oficiais sobre a composição étnica da população paraguaia, pois o Escritório Paraguaio de Estatísticas, Pesquisas e Censos não faz perguntas sobre raça e etnia no censos, mas faz perguntas sobre a população indígena. De acordo com o censo de 2002, os indígenas representavam 1.7% da população total do Paraguai.

Tradicionalmente, a maioria da população paraguaia é considerada mista (mestiço em espanhol). Estudos de polimorfismo HLA-DRB1 mostraram que as distâncias genéticas entre populações paraguaias e espanholas são mais próximas do que entre paraguaios e guaranis. No geral, esses resultados sugerem a predominância do genoma espanhol na população paraguaia. De acordo com o CIA World Factbook, o Paraguai tem uma população de 6,669,086 habitantes, dos quais 95% são mestiços (mestiços europeus e ameríndios) e 5% são designados como “outros”, o que inclui membros de grupos tribais indígenas. Estão divididos em 17 grupos etnolinguísticos diferentes, muitos dos quais mal documentados. O Paraguai tem uma das maiores comunidades alemãs da América do Sul, com cerca de 25,000 menonitas de língua alemã vivendo no Chaco paraguaio. Colonos alemães fundaram várias cidades como Hohenau, Filadelfia, Neuland, Obligado e Nueva Germania. Vários sites que promovem a imigração alemã para o Paraguai afirmam que 5-7% da população é de origem alemã, incluindo 150,000 pessoas de origem teuto-brasileira.

Religião

O cristianismo, especialmente o catolicismo romano, é a religião dominante no Paraguai. Segundo o censo de 2002, 89.9% da população é católica, 6.2% é evangélica evangélica, 1.1% se identifica com outras seitas cristãs e 0.6% pratica religiões indígenas. Um relatório do Departamento de Estado dos EUA sobre liberdade religiosa cita o catolicismo romano, o protestantismo evangélico, o protestantismo tradicional, o judaísmo (ortodoxo, conservador e reformista), o mormonismo e a fé bahá'í como grupos religiosos importantes. Menciona também uma grande comunidade muçulmana no Alto Paraná (devido à imigração do Oriente Médio, especialmente do Líbano) e uma grande comunidade menonita em Boquerón.

Economia

A macroeconomia do Paraguai tem algumas características únicas. Caracteriza-se por uma taxa de inflação historicamente baixa – 5% em média (em 2013 a taxa de inflação era de 3.7%), reservas internacionais no valor de 20% do PIB e uma dívida externa pública duas vezes superior. Além disso, o país se beneficia de 8,700 MW de produção de energia limpa e renovável (a demanda doméstica atual é de 2,300 MW).

Entre 1970 e 2013, o país teve o maior crescimento econômico da América do Sul, com taxa média de 7.2% ao ano.

Em 2010 e 2013, o Paraguai apresentou o maior crescimento econômico da América do Sul, com taxas de crescimento do PIB de 14.5% e 13.6%, respectivamente.

O Paraguai é o quarto maior produtor mundial de soja, segundo maior produtor de estévia, segundo maior produtor de óleo de tungstênio, sexto maior exportador de milho, décimo maior exportador de trigo e oitavo maior exportador de carne bovina.

A economia de mercado é caracterizada por um grande setor informal que inclui a reexportação de bens de consumo importados para os países vizinhos e as atividades de milhares de microempresas e vendedores ambulantes urbanos. No entanto, a economia paraguaia se diversificou consideravelmente na última década, sendo os setores de energia, autopeças e vestuário os mais dinâmicos.

O país também possui a terceira maior zona de livre comércio do mundo: Ciudad del Este, atrás de Miami e Hong Kong. Grande parte da população, principalmente nas zonas rurais, vive da atividade agrícola, muitas vezes em regime de subsistência. O grande setor informal dificulta a obtenção de dados econômicos precisos. A economia cresceu rapidamente entre 2003 e 2013, à medida que o aumento da demanda global por commodities, combinado com preços altos e condições climáticas favoráveis, apoiou a expansão das exportações de commodities do Paraguai.

Em 2012, o governo do Paraguai introduziu o sistema MERCOSUL (FOCEM) para estimular a economia e o crescimento do emprego por meio de uma parceria com o Brasil e a Argentina.

Indústria e manufatura

A indústria mineral do Paraguai gera cerca de 25% do produto interno bruto (PIB) do país e emprega cerca de 31% da força de trabalho. A produção de cimento, minério de ferro e aço é difundida no setor industrial paraguaio. O crescimento industrial tem sido impulsionado pela indústria maquiladora, com grandes complexos industriais localizados na parte leste do país. O Paraguai criou muitos incentivos para atrair indústrias para o país. Uma delas é a “Lei Maquila”, que permite que empresas se instalem no Paraguai com alíquotas mínimas.

No setor farmacêutico, as empresas paraguaias já cobrem 70% do consumo interno e começaram a exportar medicamentos. O Paraguai está rapidamente suplantando os fornecedores estrangeiros para atender às necessidades farmacêuticas do país. Forte crescimento também foi observado na produção de óleos comestíveis, roupas, açúcar orgânico, processamento de carnes e siderurgia.

Em 2003, a manufatura representava 13.6% do PIB e o setor empregava cerca de 11% da população ativa em 2000. O principal setor manufatureiro do Paraguai é a indústria de alimentos e bebidas. Produtos de madeira, produtos de papel, couros e peles e minerais não metálicos também contribuem para os números de produção. O crescimento constante do PIB industrial na década de 1990 (1.2% ao ano) lançou as bases para 2002 e 2003, quando a taxa de crescimento anual subiu para 2.5%.

Problemas sociais

De acordo com várias estimativas, 30-50% da população é pobre. Na zona rural, 41.20% das pessoas não têm renda mensal para suprir suas necessidades básicas, enquanto nos centros urbanos o número é de 27.6%. Os 10% mais ricos da população têm 43.8% da renda nacional, enquanto os 10% mais pobres têm 0.5%. A recessão econômica exacerbou a desigualdade de renda, principalmente nas áreas rurais, onde o coeficiente de Gini subiu de 0.56 em 1995 para 0.66 em 1999.

Dados recentes (2009) mostram que 35% da população paraguaia é pobre, dos quais 19% vivem em extrema pobreza. Além disso, 71% deles vivem em áreas rurais do país.

Da mesma forma, a concentração de terras rurais no Paraguai é uma das mais altas do mundo: 10% da população controla 66% da terra, enquanto 30% da população rural é sem-terra. Imediatamente após a queda de Stroessner em 1989, em meados de 1990, cerca de 19,000 famílias rurais ocupavam centenas de milhares de hectares de terras não utilizadas que anteriormente pertenciam ao ditador e seus partidários, mas muitos dos pobres rurais permaneceram sem terra. Essa desigualdade gerou uma grande tensão entre os sem-terra e os latifundiários.

Como viajar para o Paraguai

Por via aérea O Paraguai não possui companhia aérea nacional e, apesar de sua localização central na América do Sul, os serviços aéreos não são numerosos. Atualmente, o único voo intercontinental é o serviço duas vezes por semana da Air Europa entre Madrid e Assunção. A maioria dos viajantes estrangeiros, portanto, tem que trocar de avião em São Paulo (para quem vem de...

Como viajar pelo Paraguai

De táxi Os táxis são o meio de transporte mais eficiente e confiável, embora provavelmente você também possa chegar lá de ônibus, ou colectivo como os paraguaios chamam. Os táxis são caros em comparação com outros preços no Paraguai, e em Assunção, as tarifas são determinadas pelo taxímetro. Dar gorjeta em táxis é...

Requisitos de visto e passaporte para o Paraguai

Cidadãos de países do Mercosul (Argentina, Brasil, Uruguai e Venezuela), bem como Chile, Peru, Equador e Colômbia não precisam de passaporte para entrar no país, apenas uma carteira de identidade (cédula de identidad). Todos os outros visitantes do Paraguai devem ter um passaporte válido. Não é necessário visto para visitantes...

Destinos no Paraguai

Regiões Gran ChacoAs grandes planícies selvagens e semi-áridas do noroeste do país.Planalto do ParanáAs terras altas florestadas do leste do Paraguai, ao longo do rio Paraná, onde está localizada a segunda maior cidade, Ciudad del Este, em frente às Cataratas do Iguaçu. Paraneña NorteSul ParaneñaEste é o centro da população do país, em...

Tempo e clima no Paraguai

O Paraguai é geralmente quente na maior parte do ano. O Trópico de Capricórnio atravessa a cidade de Belén, no norte do Paraguai, dividindo o país em uma zona tropical ao norte e uma zona temperada ao sul. A época mais quente do ano é de novembro a fevereiro,...

Hospedagem e hotéis no Paraguai

Certamente não é difícil encontrar boas acomodações nas grandes cidades e parece razoavelmente barato se o parâmetro for o dólar ou o euro. A exceção, porém, é Ciudad del Este. Em Ciudad del Este, a acomodação mais barata fica perto da rodoviária, com quartos duplos...

O que ver no Paraguai

A capital, Assunção, abriga muitas das atrações do país.Em Trinidad você pode visitar o único Patrimônio Mundial da UNESCO no Paraguai: as missões jesuítas La Santisima Trinidad de Paraná e Jesus de Tavarangue.Na cidade de Santani (San Pedro) , há uma fonte que não corre...

O que fazer no Paraguai

Cruzeiro no rio Paraguai. Faça um cruzeiro em um luxuoso barco de madeira dos portos de Assunção até a região do Pantanal e Chaco. NOTA: Devido aos trabalhos de manutenção do navio, os cruzeiros estão suspensos desde março de 2013. Faça um passeio pelo centro histórico da cidade de Assunção. Muitos...

Comida e bebida no Paraguai

Comida no Paraguai A comida paraguaia é uma das mais variadas da América do Sul. Os paraguaios costumam comer pratos típicos várias vezes por semana ao longo do ano. Você vai encontrar grande parte da cozinha padrão sul-americana, bem como alguma influência brasileira. A comida paraguaia não é particularmente picante,...

Dinheiro e compras no Paraguai

O Paraguai tem um artesanato muito rico e variado, desde filigrana de prata (luque) até rendas de algodão fino em forma de Ñanduti (itaugua), tudo está presente. Também artigos de couro com enfeites locais "repujado" (Atyra) e bordados ao poi, encaje yu. A cerâmica de barro (Ita) e a tecelagem também são muito populares, baratas...

Festivais e feriados no Paraguai

DataNome em inglês1 janeiroVéspera de Ano NovoMarço/AbrilQuinta-feira Santa/AniversárioMarço/AbrilSexta-feira Santa 1º de maioDia do Trabalho14 e 15 de maioIndependência do Paraguai12 de junho e alémCerar-fogo no Chaco15 de agostoFundação de Assunção29 de setembroDia da vitória na batalha de Boqueron8 de dezembroMaid of Caacupe25 de dezembroDia de Natal

Tradições e costumes no Paraguai

Ainda é considerado educado os homens apertarem as mãos quando se encontram. Entre um homem e uma mulher ou duas mulheres, é costume apertar as mãos e dar um beijo em cada bochecha. Da mesma forma, ao conhecer pessoas, elas não perguntam como você está, mas se está tudo...

Idioma e livro de frases no Paraguai

Tanto o espanhol quanto o guarani são línguas oficiais. A maioria das pessoas no Paraguai fala espanhol e há um uso muito limitado do inglês. Fora de Assunção e das grandes cidades, você só ouvirá guarani. Por causa do uso extensivo do guarani, mesmo aqueles que conseguiram aprender espanhol não...

Cultura do Paraguai

A herança cultural do Paraguai pode ser rastreada até os muitos casamentos entre os primeiros colonos espanhóis do sexo masculino e as mulheres indígenas guaranis. Sua cultura é fortemente influenciada por vários países europeus, incluindo a Espanha. Portanto, a cultura paraguaia é uma fusão de duas culturas e tradições: uma cultura europeia e uma...

História do Paraguai

Os primeiros habitantes do Paraguai foram os indígenas. Os guaranis eram o maior grupo indígena que habitava o que hoje é o leste do Paraguai. Eles viviam como caçadores semi-nômades que também praticavam a agricultura de subsistência. Outros grupos de tribos indígenas viveram na região do Chaco, como os Guaycurú e os Payaguá,...

Fique seguro e saudável no Paraguai

Fique seguro no Paraguai Não há muitas cidades grandes e se você usar o bom senso e a esperteza das ruas, é improvável que tenha problemas. A polícia é notoriamente corrupta e, se você for parado por qualquer motivo, quase certamente será solicitado a pagar um suborno. Dentro...

Ásia

África

América do Sul

Europa

América do Norte

Os mais populares